Arroz Pardo de Galo

Pedro dos Santos

Arroz Pardo de Galo

Ingredientes (para 6 pessoas)

  • 1 Galo com miúdos e sangue
  • 500g Arroz Carolino do Baixo Mondego
  • 1 Cebola grande picada
  • 5 Dentes de alho picados
  • 1dl Azeite
  • 3dl Vinho branco
  • Água q.b.
  • 2 cs de Pimentão doce
  • 2 pés de salsa
  • Sal q.b.
  • Vinagre q.b.
  • Piripiri q.b.
  • 2 Folhas de louro.

Preparação

Partido o galo e lavado assim como os miúdos, reservam-se em separado.

Num tacho largo é colocado o azeite com o louro e, assim que pronto, a cebola.

Quando ela ficar translucida colocar o alho picado.

Assim que o refogado estiver pronto são colocados os pedaços de galo, e quando eles ficarem alourados do azeite quente então é hora de adicionar o colorau, o vinho, o sal, o piripiri, a salsa e os miúdos à exceção do fígado.

É tapado o tacho para estufar um pouco, quando reduzir adiciona-se alguma água.

Todo este processo demora sensivelmente uma hora. Vigiar para que a carne fique cozida, tenra, mas não a soltar-se do osso.

Agora é o momento de provar o molho e retificar temperos. Adiciona-se água, se necessário, e o arroz.

Mexe-se devagarinho e deixa-se cozer em lume médio para que a cozedura seja lenta e faça o amido (goma do arroz) soltar-se para o caldo, ficando este rico e aveludado.

O arroz deve apresentar sempre um aspeto malandrinho e assim que esteja cozido e bom de temperos, adiciona-se o sangue em fio. Sempre a mexer de forma sistémica, mas calma, deixa-se levantar fervura. Se for do gosto é adicionado um pouco de vinagre. Mexer até o vinagre ficar bem distribuído no arroz. O ponto de cozedura é o arroz ainda não estar disforme, ao trincar ele estar cozido, mas não estar a desfazer.

Está na hora de todos estarem sentados à mesa para apreciar o dito prato.